segunda-feira, 10 de novembro de 2008

O vôo do condor


O vôo talvez seja o vôo do condor
a dor talvez seja a dor do pavor
o canto talvez seja o canto sem sabor
a voz talvez seja a voz sem cantor.

A ilha é a ilha de meus sonhos,
os filhos são os filhos de meus sonos
meu reinado é esse pequeno reinado
pequeno, sóbrio e inacabado.

Eu queria a montanha do cume mais alto,
ter uma pequena rua para caminhar.
Eu queria todo o poder dos homens
mas aprendi que tudo some, se consome.

Eu queria o voo mais alto
seguido do vôo mais rasante.
Mas tenho apenas meus pés
para caminhadas pequenas e incessantes.

Chuva pela manhã, sol ao meio dia,
pássaros no nascente, o repouso do poente
e meu ser que agora sabe, agora entende

que a busca termina aqui no repouso desse poente.

Um comentário:

Christiane disse...

E você ainda pode tudo isso!!!!

Buddha Quote of the Day