segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Guardei seu sorriso comigo


Guardei o seu sorriso comigo!
Naquele exato momento em que o sol morria no horizonte, naquele exato momento em que o sol dourou seu rosto, que a fumaça dos onibus teimava em esconder as luzes, sua luz, todas as luzes clarearam o seu olhar, e cintilando em todos os seus dentes grandes,...
...então...
... guardei comigo seu sorriso, e o sacramentei em meu ser, e o elegi como o momento mais grandioso da comunhão de todas as forças da natureza, e o coloquei no trono de meu olimpo, no reino de meu limbo, para nunca mais de lá tirar.
Naquele momento o elegí, como a cor perfeita, extraída do festival de todas as cores e cheiros que nos banhavam, que brincavam com o mundo.
Esse momento não é mais só seu, ficou estampado como foto colorida no universo de minha mente, na terra devastada e árida de meu ser.
Pobre de tii, pois todos os momentos de sua vida já não são mais só seus, um deles, o roubei e levarei para sempre comigo. Pobre de ti...

Nenhum comentário:

Buddha Quote of the Day