sábado, 13 de outubro de 2007

Gritar



Gritar, gritar, gritar

destruir as vidraças

sacudir as carcaças

desfazer as amarras

varrer o mundo

sombra da dor

sombra do pavor

marcado a fogo em meu coração.


Gritar, gritar, urrar

açoitar as casas

dizimar as raças

liberar as desgraças

ferroar teu peito

e mostrar o bolor, o pavor

a dor extrema, a dor de morte.


Gritar, urrar, morrer

varrer teu ser como furacão

ser todas as desgraças

todas as ameaças, todos os flagelos

ser verme e roer tuas entranhas.


Acabar com tua raça, tua beleza e manha

sacrificar-te em todos os altares

fazer-te voltar ao pó

espalhar-te, então, satisfeito ao vento

e só assim deitar em um canto, e morrer.

Nenhum comentário:

Buddha Quote of the Day