terça-feira, 13 de novembro de 2007

Tempo

Tempo de ir
tempo de vir
tempo da desova das trutas
tempo das buscas, das lutas
tempo do plantio de novas mudas
dos ramos, dos baianos e dos ciganos
tempo de olhar eclipses,
tempo de render-se a notícias
que dizem que um dia, vais voltar..
Tempo de decisão
mas também tempo de comunhão
de seguir a direção das mãos
que juntas são órbitas, são cometas
o traçado perfeito e infalível de estrelas
tempo de partir, de ficar, de seguir
Tempo de arrumar as malas
de não levar muitas tralhas
pegar mais uma vez o carro, o bonde
e partir para onde o olhar se esconde.
Tempo de partir seguindo o mapa
partir para a estrada em sua fronte]
sabendo que estará ao meu lado
alguém que lutou as mesmas lutas
alguém que não conheceu todas as fruta
se também só quer um canto manso
um canto para descansar e dormir
um canto saboreando o caqui
descobrindo que nosso destino
é somente aqui, na vastidão de teu olhar.

Nenhum comentário:

Buddha Quote of the Day