quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Sempre sonho com esse alguém















Sempre sonho com esse alguém
que não sei de onde vem
que não sei para onde vai.
Sempre sonho com esse alguém
não lembro dos traços
dos olhos, do rosto, dos braços.

Não lembro do local, das cores, dos sons,
Não há relógio, senso de urgencia
ou a menor brisa.
Lembro as vezes das roupas
lembro as vezes do sorriso
lembro as vezes do olhar
Mas não há como negar
a felicidade de encontrar
esse pequeno canto para sonhar.

Um comentário:

Christiane disse...

Linda poesia... Um dos poucos bálsamos que ainda tem me feito sorrir por estes tempos sombrios...

Beijo.

Chris

Buddha Quote of the Day